Siga nossas redes sociais

Review Tênis Runners Brasil

Tênis com Placa: Impulsionando seu Desempenho

Avatar photo

Publicados

em

Salve Runners! Hoje escreverei sobre os desejados tênis com placa. E já começo com algumas perguntas: Sabia que existem diversos materiais que são usados para se fazer um tênis com placa? Sabia que existem formas diferentes de placa e funcionalidades diferentes para os tênis com placa?

Considerando os materiais e design dos tênis com placa, pode-se dizer que eles representam uma inovação disruptiva no mundo da corrida. Projetados para proporcionar velocidade e eficiência, os tênis combinam tecnologia avançada com um design aerodinâmico para impulsionar o desempenho dos corredores.

Uma das características distintas desses tênis é a placa embutida na entressola. Essa placa age como um propulsor, fornecendo uma resposta reativa e aumentando a eficiência da passada. Quando o corredor coloca pressão no tênis, a placa atua como um mecanismo de mola, retornando parte da energia para impulsionar o próximo movimento. Isso resulta em uma sensação de maior propulsão e velocidade durante a corrida.

Uma das vantagens desses tênis é a sua leveza. Essa característica é crucial para corredores que buscam melhorar sua velocidade e agilidade, uma vez que os tênis mais leves permitem uma transição mais rápida entre os movimentos e requer menos energia para impulsionar o corpo para a frente.

Em resumo, os tênis de corrida com placa são uma inovação revolucionária para os entusiastas da corrida. Com sua capacidade de impulsionar o desempenho, fornecer amortecimento responsivo e serem extremamente leves, esses calçados esportivos estão mudando a forma como os corredores treinam e competem. No entanto, é essencial escolher o modelo correto de acordo com seu nível de experiência e necessidades individuais. Com os tênis de corrida com placa certos nos pés, você estará pronto para alcançar novos recordes e estabelecer novos limites pessoais.

Um detalhe importante para se entender sobre esse tipo de tênis é que existem diferentes tipos de materiais usados nas placas, cada uma com suas características específicas. Aqui estão alguns dos tipos de placas mais comuns encontrados nos calçados esportivos:

  • Placa de fibra de carbono: A placa de fibra de carbono é uma das mais populares e amplamente usadas em tênis de corrida com placa. Ela é conhecida por sua leveza, rigidez e capacidade de armazenar e liberar energia de forma eficiente. Essa placa proporciona um impulso reativo, ajudando a impulsionar o corredor para a frente e aumentando a eficiência da passada.
  • Placa de nylon: As placas de nylon são uma alternativa mais acessível às placas de fibra de carbono. Embora não tenham a mesma rigidez e capacidade de resposta, as placas de nylon ainda podem fornecer alguma estabilidade e suporte para os corredores.
  • Placa de TPU (poliuretano termoplástico): O TPU é outro material usado em placas de tênis de corrida. Essas placas oferecem um equilíbrio entre flexibilidade e rigidez, proporcionando um impulso responsivo e amortecimento adicional.
  • Placa de Pebax: O Pebax é um polímero termoplástico usado em algumas placas de tênis de corrida. Essas placas são conhecidas por sua leveza e capacidade de retornar energia, proporcionando uma sensação de propulsão durante a corrida.
  • Placa de Grafeno: São uma tecnologia relativamente nova e promissora que tem atraído bastante atenção no mundo do esporte. O grafeno é um material composto por uma camada extremamente fina de átomos de carbono organizados em uma estrutura hexagonal bidimensional. Ele é conhecido por sua resistência extraordinária, flexibilidade.

Agora falando em funcionalidade aqui estão algumas funções principais da placa em um tênis de corrida:

  • Propulsão: A placa, geralmente feita de materiais como fibra de carbono, é projetada para proporcionar um impulso reativo durante a passada. Quando o corredor coloca pressão no tênis, a placa age como um mecanismo de mola, armazenando parte da energia e liberando-a durante o próximo movimento. Isso resulta em uma sensação de maior propulsão, impulsionando o corredor para a frente e melhorando a eficiência da corrida.
  • Eficiência: A placa ajuda a otimizar a eficiência da passada. Ao fornecer uma resposta reativa e impulso adicional, ela reduz a perda de energia durante o ciclo de corrida. Isso permite que o corredor gaste menos esforço para manter o ritmo, resultando em uma maior economia de energia e permitindo que ele corra mais rápido e por mais tempo.
  • Velocidade: Com a ajuda da placa, os tênis de corrida podem aumentar a velocidade do corredor. O impulso extra fornecido pela placa permite uma transição mais rápida entre os movimentos e uma sensação de maior fluidez na corrida. Essa vantagem é especialmente benéfica para corredores competitivos que buscam melhorar seus tempos e alcançar novos recordes pessoais.
  • Amortecimento responsivo: A placa também pode contribuir para o amortecimento responsivo do tênis de corrida. Em combinação com a entressola de espuma, a placa ajuda a distribuir o impacto do contato com o solo, reduzindo o estresse nas articulações e músculos do corredor. Isso proporciona um maior conforto durante a corrida, especialmente em distâncias mais longas.

É importante ressaltar que diferentes marcas e modelos de tênis podem usar materiais e tecnologias patenteadas específicas para suas placas, a fim de otimizar o desempenho e o conforto. Cada tipo de placa tem suas características e benefícios únicos, e a escolha dependerá das preferências e necessidades individuais do corredor.

Nas próximas matérias falarei mais sobre as diferenças entre os tênis e apresentando um Review sobre cada modelo e as minhas impressões de cada um. Agora que você aprendeu um pouco mais sobre os tênis com placa, entendeu suas diferenças se liga nas próximas edições que virão mais Reviews e informações os modelos mais falados do mercado Running. E se não entendeu coisa, não esqueça de ler a edição anterior, onde falo sobre as partes de um tênis de corrida.

Até a Próxima Runners.

Por: Gustavo Lavesi

Review Tênis Runners Brasil

Guia Completo para Escolher o Seu Tênis de Corrida

Avatar photo

Publicados

em

Escolher o tênis de corrida ideal é essencial para garantir uma experiência confortável e segura, além de melhorar seu desempenho e prevenir lesões. A seguir, detalhamos os principais aspectos a serem considerados na hora de escolher seu tênis de corrida:

1. Identifique o Seu Tipo de Pisada

Conhecer seu tipo de pisada é crucial:

  • Pronação: O pé tende a girar para dentro ao correr. Para esse tipo de pisada, os tênis com suporte de estabilidade são indicados para evitar lesões.
  • Supinação: O pé rola para fora, necessitando de tênis com bom amortecimento para distribuir o impacto uniformemente.
  • Pisada Neutra: O pé tem uma rotação mínima. A maioria dos tênis neutros funciona bem para este tipo de pisada.

Você pode descobrir seu tipo de pisada analisando o desgaste de um tênis antigo ou consultando um especialista.

2. Considere o Terreno

O tipo de terreno onde você corre é determinante na escolha do tênis:

  • Asfalto: Prefira tênis leves com bom amortecimento, ideais para absorver o impacto em superfícies duras.
  • Trilha: Opte por tênis com solado robusto e boa tração, projetados para terrenos irregulares e lamacentos.

3. Amortecimento

O nível de amortecimento necessário varia conforme a preferência pessoal e o tipo de corrida. Tênis com entressola de espuma ou tecnologias como gel e Boost são populares por sua capacidade de absorver impacto e proteger as articulações.

4. Cabedal e Ventilação

O cabedal, parte superior do tênis, deve ser respirável para manter os pés frescos e secos. Materiais como tecido de malha são leves e permitem uma boa ventilação. Certifique-se de que o cabedal oferece um ajuste confortável, sem pontos de pressão.

5. Estabilidade e Suporte

Corredores que necessitam de suporte extra, como aqueles com pronação severa, devem optar por tênis com controle de movimento, que são mais rígidos e oferecem excelente suporte. Corredores com pisada neutra ou supinada podem escolher tênis de estabilidade, que equilibram suporte e amortecimento.

6. Peso e Flexibilidade

Tênis mais leves são ideais para competições e treinos de velocidade, enquanto modelos mais robustos são recomendados para corridas de longa distância devido ao maior suporte e durabilidade. A flexibilidade do tênis deve permitir movimentos naturais do pé durante a corrida.

7. Vida Útil

Um tênis de corrida geralmente dura cerca de 700 km ou seis meses de uso contínuo. É importante verificar regularmente o desgaste do solado e do amortecimento para saber quando substituí-los.

8. Marcas e Modelos

Marcas renomadas como Nike, Adidas, Asics e Mizuno são conhecidas por suas tecnologias avançadas e durabilidade. Alguns modelos recomendados incluem:

  • Nike Air Zoom Pegasus: Confortável e com amortecimento responsivo.
  • Asics Gel-Nimbus: Excelente para amortecimento e suporte.
  • Adidas Ultraboost: Ideal para corridas longas, com ótimo retorno de energia.
  • Mizuno Wave Rider: Equilibrado, com boa estabilidade e amortecimento.

Conclusão

Escolher o tênis de corrida ideal envolve considerar vários fatores, incluindo seu tipo de pisada, o terreno onde você corre, amortecimento, ventilação, estabilidade, peso, flexibilidade e vida útil do tênis. Teste diferentes modelos e marcas para encontrar o que melhor se adapta às suas necessidades e estilo de corrida. Investir em um bom par de tênis é essencial para melhorar seu desempenho e garantir a saúde dos seus pés e articulações.

Por: Redação Runners Brasil

Continue lendo

Review Tênis Runners Brasil

A Revolução de um Icone: New Balance 1080 v13

Avatar photo

Publicados

em

Salve Runners! Espero que todos tenham passado um final de ano cheio de alegria, muita festa e aproveitaram para descansar, pois esse ano promete e muito nas novidades e lançamentos do nosso mundo da corrida.

Pensando neste momento ainda de base e de recuperação de todos, resolvi escrever sobre um dos tênis que mais me surpreenderam nos últimos dias de 2023 e nesse começo de 2024, que foi o New Balance 1080 v13. Essa versão foi para mim a mais inovadora lançada nos últimos 5 anos desse ícone.

O 1080 v13 vem se apresentado agora com 262g (No 42Br), uma entressola reformulada com o novo FreshFoam X e seu drop diminuído de 8mm para 6mm, além disso ele ficou mais alto com 32mm na frente e 38mm atrás (Stack Height) e e sua base mais larga e mais estável que as versões anteriores. Seu cabedal feito em Engineered Mesh trouxe mais respirabilidade  e um contraforte mais acolchoado que trazem todo o conforto para os pés.

Junto ao novo FreshFoam X foi possível trazer mais leveza, mais retorno e mais absorção para um modelo que era conhecido apenas por ser confortável, mas que agora flutua em mais de uma categoria, como tênis de rodagem e o daily trainer que te possibilita um uso mais amplo do modelo.

Primeiras Impressões

Ao calçar o 1080 v13 automaticamente vem aquele comparativo com as outras versões, mas surpreendentemente não as lembra em nada, sendo um tênis que produz uma sensação deliciosa nos pés e que ao se caminhar com ele já percebe o quanto ele está mais leve, mais estável e confortável nos pés.

A primeira corrida com ele sem dúvida foi fantástica, um misto de conforto e responsividade que eu nunca tinha visto no 1080, a leveza do tênis em relação aos seus concorrentes diretos também impressiona, e nesse quesito para mim hoje é a minha escolha para os treinos de recuperação e/ou regenerativos e os treinos de Fartlek onde preciso pensar em recuperar o corpo.

On The Road

Para esse tênis  o primeiro treino foi um longo de 16km com algumas acelerações no meio, e nada melhor que isso para conseguir testar todas as funcionalidades  que se prometiam. E realmente entregou tudo que foi prometido desde o início, e na minha opinião ele saiu da simples capacidade de ser um tênis de amortecimento e passou a ser um tênis muito mais versátil. Nas acelerações respondeu de forma impressionante, nada comparado a um tênis de carbono ou com mais foco em performance, mas pelo histórico do modelo surpreende e muito.

O New Balance 1080 v13 seguiu para mais alguns testes, fiz um treino de tiro com ele também e aí sem novidades, funciona bem se comparado a seus antecessores, mas não tão bem quanto aos específicos para isso. Nos regenerativos funcionou muito bem e trouxe aquela sensação de fadigar menos a musculatura, o que ajuda e muito na recuperação para os treinos seguintes.

Opinião Final

Sem dúvida nenhuma houve uma  grande evolução do 1080 v13 em relação a seus antecessores, tanto na capacidade de entrega do tênis quanto no seu conforto. Isso trouxe uma superioridade em relação aos seus concorrentes (Asics Nimbus 25 e o Skechers MaXRoad 6) tanto na leveza quanto na versatilidade do tênis.

Seu cabedal se mostrou mais respirável e menos quente para nossos dias de verão, sendo mais confortável e, combinado a uma meia mais apropriada, trouxe uma ventilação bem interessante para o modelo.

Agora vamos para os Pros e Contras:

Prós:

– Conforto Maior que seus concorrentes e seus antecessores;

– Peso de 262g trouxe ele para uma categoria mais versátil;

– E a base mais larga deixa o tênis mais estável.

Contras:

– Valor dele pode ser um impeditivo para ser um tênis mais acessado pelos corredores;

– E ainda tenho um senão sobre a durabilidade da sola dele.

E sem dúvida se estiver pensando em um tênis apenas para seus treinos, aqui teria a melhor opção dentre seus concorrentes, mas não ache que terás um tênis de velocidade e para provas mais rápidas que não terá, agora pensando em provas de ultramaratonas e mais longas ele te entrega tudo que precisaria.

Até a próxima!

Por: Gustavo Pavesi

Continue lendo

Review Tênis Runners Brasil

Asics Evoride Speed – Review

Avatar photo

Publicados

em

Salve Runners! Nesta matéria falarei sobre o Asics Evoride Speed, um tênis intermediário, pouco comentado, mas que surpreende muito a cada treino feito com ele. Um tênis feito para ser versátil e durável.

Essa versão da família do Evoride foi lançada no final de junho e vem me ganhando nos treinos com sua versatilidade e durabilidade. Falando mais tecnicamente sobre este modelo que é composto em seu cabedal pelo Jacquard Mesh, possui uma entressola com FF Blast e a sola com o Aharplus (Uma borracha que aumenta a durabilidade do tênis). Além disso vem com 5 mm de drop e pesando 236g no tamanho 42Br. Sua diferença principal entre o Evoride está na presença da FF Blast em toda sua entressola, o que faz com o que Evoride Speed tenha mais absorção e resposta que o Evoride.

Primeiras Impressões

Ao calçar pela primeira vez o tênis senti um conforto muito bom na parte do contraforte e no encaixe do pé dentro dele. Percebe-se que não é o tênis mais leve que existe da categoria, mas está dentro da faixa de peso esperada. Andando com o tênis nota-se o quanto ele tem o efeito gangorra na parte da frente e o quanto proporciona de impulso para uma corrida mais fluida, isso se deve principalmente ao GuideSole que a Asics desenvolveu e que faz com que a frente seja mais elevada para proporcionar seu impulso ao correr. Além da lingueta ser fina e praticamente imperceptível.

A primeira corrida com ele você fica com uma sensação de que realmente ele tem bastante absorção e um retorno bom de energia, além de ter uma altura boa e uma estabilidade bem interessante. Outro ponto importante de se destacar é sua base larga e seu toe box espaçoso que deixa o pé bem livre e apoiado dentro do tênis.

On The Road

Depois de me acostumar com tênis, comecei a ter uma noção real do que esperar do Evoride Speed. Precisei de alguns kms para encaixar uma corrida gostosa e interessante com ele, principalmente pela questão do balanço que ele tem comparado  a outros com que tinha corrido até agora. Outro ponto importante é que tive que usar o furo extra para deixar o pé mais “firme” dentro do tênis e me trazer mais segurança em situações de descida.

Agora, como costumo fazer em todos os tênis que testo, encaixo alguns treinos iniciais e diferentes para sentir tudo que o tênis pode oferecer. Seguem abaixo algumas impressões que tive nos treinos específicos:

– Treino de Tiro: Sensação de retorno não tão explosiva, mas que se enquadra dentro da sua proposta. Funcionou igual em todas as distâncias dos tiros, tanto mais longos quanto mais curtos;

– Treino com Variação de Altimetria: Como o modelo em questão não possui placa de carbono e possui o GuideSole, tive a sensação de uma certa eficiência ou uma mecânica melhor ao correr em subidas.

– Treino Longo: Bem confortável e realmente entrega maciez prometida, além de um pouco de resposta ao fazer mais força. Se tornou um tênis muito interessante para os longos.

– Treino Regenerativo: Entregou tudo que prometia, um tênis que é possível encaixar um belo treino regenerativo e com a absorção adequada para mim.  

Opinião Final

O Asics Evoride Speed entregou muito bem o que promete, um tênis de absorção com uma certa resposta. Um acabamento muito bem-feito e com bom suporte de tornozelo. É um tênis versátil e que pelo seu balanço vale muito a pensa ser considerado como uma opção para tênis da categoria dos intermediários.

Pontos Negativos:

            – O Jacquard Mesh em dupla camada deixa o tênis um pouco quente;

            – O GuideSole pode causar uma certa estranheza ao correr;

            – Não possui tanta resposta quanto alguns de seus concorrentes.

Pontos Positivos:

            – Conforto muito bom e excelente absorção de impacto;

            – Durabilidade acima da média;

            – GuideSole traz uma sensação de fuidez ao correr.

Vejo o modelo como boa opção para quem gosta da marca e quer ter um tênis versátil, durável e com um uso para treinos, mas não o vejo como sendo um tênis para prova.

Ficou com dúvidas em alguns termos por aqui, não se preocupe é só buscar nas edições anteriores da Revista Runnres Brasil que explico tudo sobre os termos dos tênis e não esqueça de acompanhar as próximas edições para ler os reviews e comparativos dos modelos mais falados do mercado.

Por: Gustavo Pavesi – gustavopavesiaguiar

Continue lendo

Em Alta