Siga nossas redes sociais

Saúde

Obesidade e artrose: excesso de peso tem impacto direto nas articulações

Sobrepeso tem relação direta com os casos de artrose no joelho; em níveis severos, o único tratamento efetivo para os desgastes é a substituição da articulação por próteses ortopédicas

Avatar photo

Publicados

em

Reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma doença crônica, responsável por desencadear uma série de enfermidades secundárias, os casos de excesso de peso seguem crescentes no país. De acordo com o Atlas Mundial da Obesidade 2022, até 2030, cerca de 30% da população adulta brasileira estará obesa; uma condição que impacta diretamente na saúde dos joelhos e pode ser responsável, consequentemente, pelos quadros de artrose severa, cujo único tratamento efetivo se dá pela substituição da articulação por próteses ortopédicas.    

De acordo com Gabriela Lima, coordenadora de desenvolvimento de produtos na área de inovação da Zimmer Biomet no Brasil, o acompanhamento profissional dessas pessoas é essencial, tanto para que sejam adotadas medidas que contribuam para a perda de peso, quanto para avaliar e acompanhar o estado de saúde das articulações.

“A principal questão, quando pensamos nos joelhos, é o fator da mobilidade. Se o excesso de peso já é um desafio para essas pessoas, quando essa condição começa a causar desgastes nessa região, o problema se torna ainda maior, devido às dores e a progressiva incapacidade de locomoção. Existem tratamentos paliativos, que podem ser adotados em conjunto com a redução de peso, mas quando a artrose chega a níveis severos, somente a artroplastia, ou substituição da articulação por próteses ortopédicas, é capaz de resolver o diagnóstico”, explica Gabriela.

Entre os problemas de saúde causados pela obesidade, a artrose pode ser um dos mais incapacitantes. Com o passar dos anos, o sobrepeso nas articulações, especialmente nos joelhos, gera o desgaste e a degeneração das cartilagens que revestem as extremidades ósseas, causando dores, rigidez e dificuldade nos movimentos.

Havendo a necessidade da artroplastia, a boa notícia é que, com os avanços tecnológicos da medicina robótica, esse tipo de cirurgia passou a ser feita de forma menos invasiva para os pacientes, com boa recuperação pós-cirúrgica, assim como o retorno à sua rotina de atividades diárias.

A título de exemplo, a plataforma robótica ROSA® Knee System, desenvolvida pela Zimmer Biomet, foi projetada para ajudar os cirurgiões com precisão de cortes ósseos. Por meio dessas soluções, os procedimentos passaram a ser feitos de maneira mais personalizada, de acordo com a anatomia única de cada paciente.

“Os cirurgiões seguem à frente das cirurgias, mas contam agora com o apoio dessas soluções para otimizar esses procedimentos. A tecnologia presente em robôs como o ROSA, permite captar todos os dados anatômicos do paciente e alinhar as informações e imagens pré-operatórias, com a análise em tempo real, durante o ato cirúrgico. É possível fazer ajustes finos sobre as incisões, preservar os tecidos que revestem as articulações e encaixar a prótese com bastante precisão, se compararmos com a cirurgia convencional”, conclui a coordenadora da Zimmer Biomet.

Por: Redação Runners Brasil

Fisioterapia esportiva

Quando é recomendado parar de correr e procurar um profissional para tratar a dor na canela?

Avatar photo

Publicados

em

A dor na canela pode ser um obstáculo para corredores de todos os níveis. Conhecida tecnicamente como “periostite tibial” ou, popularmente, como “canelite,” essa dor é comum entre corredores, especialmente aqueles que estão começando, aumentando a intensidade dos treinos ou usando calçados inadequados. Entender como prevenir e tratar essa condição é crucial para manter a saúde e a performance nas corridas.

Causas da Dor na Canela

A dor na canela geralmente resulta de uma combinação de fatores, incluindo:

  • Sobreuso: Aumentar a quilometragem ou a intensidade dos treinos muito rapidamente pode sobrecarregar os músculos e tendões ao redor da canela.
  • Pé Plano ou Pisada Pronada: Estes fatores biomecânicos podem causar uma distribuição irregular do peso e aumentar a tensão na canela.
  • Calçado Inadequado: Tênis velhos ou que não oferecem suporte adequado podem contribuir para a dor.
  • Superfícies Duras: Correr em superfícies duras, como asfalto e concreto, pode aumentar o impacto nas pernas.

Prevenção

Prevenir a dor na canela envolve uma abordagem integrada que inclui:

  1. Aquecimento e Alongamento: Realizar um bom aquecimento antes dos treinos e alongamentos adequados após pode preparar os músculos e tendões, reducindo o risco de lesões.
  2. Gradualismo nos Treinos: Aumento gradual da intensidade e da distância dos treinos ajuda a evitar o sobreuso. A regra de ouro é não aumentar mais de 10% da quilometragem semanal.
  3. Fortalecimento Muscular: Exercícios que fortalecem os músculos da perna, especialmente a panturrilha e a sola do pé, podem ajudar a suportar melhor os impactos da corrida.
  4. Calçado Adequado: Usar tênis adequados ao tipo de pisada e que ofereçam bom amortecimento é essencial. A substituição regular dos calçados também é recomendada.
  5. Variedade de Superfícies: Alternar os treinos em superfícies mais suaves, como grama ou trilhas, pode reduzir o impacto cumulativo nas canelas.
  6. Cross Training: Incorporar atividades de baixo impacto, como ciclismo e natação, ajuda a manter a condição física sem sobrecarregar as canelas.

Tratamento

Se a dor na canela já está presente, algumas medidas podem ajudar a aliviar e tratar o problema:

  1. Descanso: Reduzir ou interromper temporariamente os treinos permite que a área afetada recupere.
  2. Gelo: Aplicar gelo na região afetada por 15 a 20 minutos, várias vezes ao dia, para reduzir a inflamação.
  3. Fisioterapia: Um fisioterapeuta pode recomendar exercícios específicos de alongamento e fortalecimento, além de técnicas de massagem e outros tratamentos.
  4. Medicamentos Anti-inflamatórios: Em alguns casos, o uso de medicamentos anti-inflamatórios pode ser indicado para reduzir a dor e a inflamação.
  5. Correção da Pisada: Avaliar a necessidade de palmilhas ortopédicas pode ajudar a corrigir problemas biomecânicos.

Quando Buscar Ajuda Profissional

É recomendado parar de correr e procurar um profissional se a dor na canela persistir mesmo após medidas de auto-cuidado, se a dor for intensa e incapacitante, ou se houver inchaço e sensibilidade significativa. Fisioterapeutas e ortopedistas podem realizar uma avaliação detalhada e proporcionar o tratamento adequado para evitar complicações mais sérias.

Cuidar das canelas é essencial para manter a prática da corrida saudável e prazerosa. Prevenir a dor requer atenção aos detalhes do treino e ao cuidado com o corpo. Se a dor surgir, buscar tratamento rapidamente é a chave para uma recuperação eficiente.

Por: Equipe Runners Brasil

Continue lendo

Biomêcanica da Corrida

Correção da Pisada: Fim da Dor na Canela

Avatar photo

Publicados

em

A prática da corrida é uma atividade física extremamente popular e com inúmeros benefícios, desde a melhora cardiovascular até a queima calórica eficiente. No entanto, uma queixa comum entre corredores é a dor na canela, conhecida tecnicamente como canelite. Para muitos, essa dor pode se tornar um impedimento significativo, prejudicando o desempenho e até resultando em pausas prolongadas na prática esportiva. Dois fatores chave para prevenir esta condição são a correção da pisada e o fortalecimento muscular.

Correção da Pisada

Uma pisada adequada é essencial para a prevenção de dores e lesões associadas à corrida. Quando a pisada está desalinhada, a distribuição das forças de impacto que ocorrem a cada passo se torna desigual, sobrecarregando determinadas áreas do pé, tornozelos e canelas. Isso pode levar ao desenvolvimento da canelite. Além disso, uma pisada incorreta pode causar desalinhamentos sistêmicos, levando a uma série de compensações no corpo que agravam a dor e aumentam o risco de lesões.

Para corrigir a pisada, o primeiro passo é realizar uma avaliação biomecânica com um profissional especializado, que pode ser um fisioterapeuta ou um ortopedista esportivo. O uso de palmilhas ortopédicas personalizadas é uma das soluções mais simples e eficazes após a avaliação, pois elas ajudam a alinhar corretamente o pé durante a corrida.

Fortalecimento Muscular

O fortalecimento muscular é outro pilar fundamental na prevenção da canelite. Músculos mais fortes ao redor da canela, como os músculos tibiais anterior e posterior, desempenham um papel crucial no suporte e estabilidade da articulação do tornozelo e na absorção de impacto. Musculaturas fracas acumulam mais tensão nos ossos e ligamentos, tornando-os susceptíveis a microlesões e inflamações.

Para fortalecer a musculatura envolvida na corrida, é importante incluir exercícios de resistência específicos na rotina de treinamentos. Exemplos incluem panturrilhas, elevações de calcanhar em degraus e exercícios de propriocepção com a utilização de bosu ou plataformas instáveis. Além disso, exercícios como agachamentos e avanços são excelentes para fortalecer a musculatura global das pernas, apesar de não atuarem diretamente nos músculos da canela.

Alongamento e Flexibilidade

Manter a flexibilidade muscular é igualmente importante. Músculos e tendões encurtados aumentam o risco de lesões e agravam a sobrecarga nas articulações. Alongamentos específicos para a mesma musculatura fortalecida devem ser realizados regularmente, como alongamentos do músculo gastrocnêmio (panturrilha) e dos músculos tibiais.

Conclusão

A prevenção da dor na canela vai além de simplesmente reduzir a intensidade ou a frequência dos treinos. A correção da pisada e o fortalecimento muscular são intervenções preventivas essenciais que promovem uma corrida mais segura e eficiente. Corrigindo a pisada, com ou sem o uso de palmilhas, e fortalecendo os músculos da perna, os corredores podem não apenas evitar a canelite, mas também melhorar seu desempenho e desfrutar de uma experiência de corrida mais prazerosa e livre de dores.

Por: Equipe Runners Brasil

Continue lendo

Fisioterapia esportiva

Como Prevenir e Tratar Dor na Canela Durante a Corrida

Avatar photo

Publicados

em

A dor na canela, conhecida tecnicamente como Síndrome do Estresse Tibial Medial, é um problema comum entre corredores. Ela pode atrapalhar os treinos e até mesmo levar a lesões mais graves se não tratada corretamente. Entender as causas e como prevenir e tratar essa dor é essencial para manter a saúde e o desempenho nos esportes.

Principais Causas da Dor na Canela

  1. Sobrecarga Muscular: Aumentar a intensidade ou a distância dos treinos muito rapidamente pode sobrecarregar os músculos e tendões ao redor da tíbia.
  2. Biomecânica Deficiente: Problemas na forma de correr, como pronação ou supinação excessiva, colocam estresse adicional na canela.
  3. Equipamento Inadequado: Tênis de corrida sem suporte ou amortecimento adequado podem contribuir significativamente para a dor.
  4. Superfícies Duras: Correr em concreto ou asfalto aumenta o impacto nas pernas, exacerbando o problema.
  5. Fatores Musculares: Músculos fracos ou desequilibrados nas pernas, tornozelos e pés podem predispor uma pessoa a lesões.
  6. Flexibilidade Insuficiente: A falta de flexibilidade, especialmente nos músculos da panturrilha e no tendão de Aquiles, pode levar à dor na canela.

Prevenção da Dor na Canela

  1. Aquecimento Adequado: Antes de cada treino, faça um aquecimento completo para preparar os músculos e reduzir o risco de lesões.
  2. Fortalecimento Muscular: Incorporar exercícios de fortalecimento específicos para os músculos da panturrilha, tornozelos e pés pode ajudar a prevenir a canelite. Exemplos incluem elevação de panturrilhas e exercícios de resistência com faixas elásticas.
  3. Correção da Pisada: Avaliar e corrigir a biomecânica da corrida com a ajuda de profissionais pode reduzir o estresse na canela.
  4. Equipamento Apropriado: Investir em tênis de corrida adequados que proporcionem bom suporte e amortecimento é fundamental.
  5. Treino em Superfícies Variadas: Sempre que possível, prefira superfícies mais macias, como trilhas e grama, para aliviar a pressão nas canelas.
  6. Alongamentos Regulares: Realizar alongamentos para melhorar a flexibilidade, especialmente dos músculos da panturrilha e do tendão de Aquiles, pode prevenir a dor.

Tratamento da Dor na Canela

Caso a dor já esteja presente, estas são algumas medidas que podem ser tomadas para alívio e recuperação:

  1. Repouso: Reduzir ou interromper temporariamente o treino pode ser necessário para permitir a recuperação adequada.
  2. Gelo: Aplicar gelo na região afetada por 15 a 20 minutos, várias vezes ao dia, ajuda a reduzir a inflamação e aliviar a dor1.
  3. Medicação: Anti-inflamatórios e analgésicos podem ser recomendados pelo médico para reduzir a dor e a inflamação.
  4. Fisioterapia: O acompanhamento de um fisioterapeuta pode incluir exercícios de alongamento e fortalecimento, técnicas de massagem e tratamentos específicos para acelerar a recuperação2.
  5. Correção de Biomecânica: Continuar trabalhando na correção da pisada e possível uso de palmilhas ortopédicas, se indicado por um especialista.

Manter um regime de prevenção rígido e dar atenção a qualquer sinal de dor na canela é essencial para evitar complicações maiores. Cuidar bem do corpo é fundamental para qualquer atleta, amador ou profissional.

Por: Equipe Runners Brasil

Continue lendo

Em Alta