Siga nossas redes sociais

Destaque

Estudo global da ASICS mostra que mais da metade das mulheres em todo o mundo está desistindo ou parando completamente de se exercitar 

Avatar photo

Publicados

em

Marca revela os resultados de seu estudo global exclusivo “Move Her Mind” sobre a diferença da prática de atividades físicas entre os sexos, reafirmando a correlação positiva entre os níveis de exercícios das mulheres e seu bem-estar mental 

A ASICS revela os resultados de seu estudo global exclusivo – Move Her Mind – sobre a diferença da prática de atividades físicas entre os sexos, reafirmando a correlação positiva entre os níveis de exercícios das mulheres e seu bem-estar mental, com as mulheres relatando que se sentem 52% mais felizes, 50% mais energizadas, 48% mais confiantes, 67% menos estressadas e 80% menos frustradas quando se exercitam regularmente. 

O estudo global, feito com 24.959 pessoas, foi encomendado pela ASICS e conduzido de forma independente pelos renomados acadêmicos Dra. Dee Dlugonski, professora-assistente do Sports Medicine Research Institute, da Universidade de Kentucky, e professor Brendon Stubbs, da Kings College de Londres. Nele, foi constatado um dado alarmante: mais da metade das mulheres em todo o mundo está desistindo ou parando completamente de se exercitar, o que está afetando negativamente o estado do seu bem-estar emocional.  

Entre os resultados desse estudo global, um dos dados preocupantes é que mais da metade das mulheres está insatisfeita com seus níveis de exercício. Todas as mulheres enfrentam barreiras para se exercitarem ao longo da vida, desde questões relacionadas ao tempo disponível (74%) e baixa autoconfiança (35%) até ambientes intimidadores (44%) ou por não se sentirem suficientemente atletas (42%). 

Além disso, quase dois terços (61%) das mães citaram a maternidade como o principal motivo pelo qual interromperam suas práticas de exercícios ou esportes, demonstrando o impacto que as responsabilidades de cuidado materno têm nos níveis de atividade das mulheres. As participantes da fase qualitativa da pesquisa descreveram com frequência como as expectativas da sociedade sobre os papéis de gênero, incluindo o fato de que as mulheres devem arcar com a maior parte dos cuidados com a família, e as responsabilidades domésticas desempenharam um papel importante para que elas parassem de se exercitar. 

Curiosamente, as percepções dos homens sobre os desafios que as mulheres enfrentam eram diferentes da realidade. Apenas 34% dos homens reconheceram a falta de tempo como uma barreira para o exercício das mulheres, apesar de três quartos (74%) das mulheres citarem o problema. Em vez disso, os homens pensavam que as inseguranças corporais eram o principal problema, com 58% dos homens relatando isso como a principal barreira, em comparação com 36% das mulheres. Na verdade, das cinco principais barreiras ao exercício percebidas pelos homens, apenas uma (custos gerais para prática de atividades físicas) realmente apareceu na lista de obstáculos mais comuns relatados pelas mulheres, destacando uma disparidade entre as percepções dos homens e a realidade diária sentida pelas mulheres ao redor do mundo. 

O estudo constatou que mais de um terço das mulheres diz que suas amigas são as mais importantes influenciadoras de exercícios, observando que elas são mais motivadas a se exercitarem por mulheres como elas do que por celebridades. Os pais e os parceiros também influenciam, mostrando que ambos os gêneros podem ter um impacto sobre a participação das mulheres no esporte.  Quando perguntadas sobre o motivo pelo qual se exercitariam, as mulheres disseram universalmente que é mais pela saúde mental (92%) e física (96%) do que pela estética. 

A líder do estudo, Dra. Dee Dlugonski, comentou sobre ações que podem reverter esse quadro das mulheres no esporte. “Nosso estudo mostrou que a lacuna de gênero nos exercícios é um desafio complexo que não surgiu da noite para o dia. Como não possui uma causa única, não será resolvido com apenas uma solução, mas quando perguntadas sobre o que poderia ajudar, as mulheres observaram que tornar o movimento mais acessível, inclusivo e reconhecido em todas as formas, além de desafiar as expectativas de gênero da sociedade, ajudaria-nas a se movimentarem mais.” 

“Isso inclui tornar o exercício centrado nas mulheres e em suas necessidades. Desde o fornecimento de creches e atendimento a todos os níveis de atividade, até a adaptação ao trabalho, sendo divertido, acessível, seguro, acolhedor e livre de julgamentos. Todas essas soluções, embora pequenas, podem ter um impacto significativo e, por meio desse estudo, identificamos milhares de indivíduos e organizações em todo o mundo que já estão promovendo mudanças”, adiciona a Dra. Dlugonski. 

Em resposta aos dados apresentados na pesquisa, a ASICS está reconhecendo e destacando o impacto positivo de pessoas e organizações locais ao redor do mundo que estão quebrando barreiras para promover a participação feminina no esporte, apoiando, capacitando e inspirando-as a se exercitarem mais. 

Um exemplo no Brasil é o canal Inspira e Transpira, criado pelas atletas amadoras e jornalistas Natália Leão e Nathalia Fuzaro. Elas criaram uma comunidade e um canal de conteúdo para informar, unir e incentivar mulheres a praticarem mais atividades físicas e hoje é referência em empoderamento feminino por meio do esporte.  

“O simples fato de reconhecer que a disparidade existe e nos afasta do esporte é recente e importante, mas buscar soluções é urgente. Por isso ficamos tão entusiasmadas em participar como embaixadoras de um estudo global, conduzido por uma marca do tamanho e relevância da ASICS, para olhar de perto para essa lacuna e ajudar a buscar soluções para diminuí-la e, quem sabe, eliminá-la. Foi muito mais do que imaginávamos: foi desconfortável, porque vimos que há muito a ser feito; foi surpreendente, pois clareou questões veladas; foi necessário, pois nutriu ainda mais nosso propósito e a vontade de seguir trabalhando nesse caminho. Uma honra fazer parte desse estudo que pode mudar a relação das mulheres com o esporte no futuro”, comentam as sócias do canal Inspira e Transpira. 

Com o lançamento deste estudo, a ASICS visa reconhecer e celebrar o impacto de pessoas como elas e do trabalho do Inspira e Transpira além de canais e comunidades parecidas ao redor do mundo.  

Constanza Novillo, Diretora de Marketing da ASICS América Latina completa: Na ASICS, uma das nossas iniciativas para inspirar e motivar mulheres na prática da corrida é a plataforma ASICS Lume Club, introduzido em 2022 e já impactando milhares de mulheres em todo o Brasil. Embora nosso estudo recente tenha revelado que muitas mulheres não estão satisfeitas com seus níveis de exercícios, também destacou o impacto incrível e positivo que indivíduos e organizações locais estão tendo ao incentivar as mulheres a se movimentarem. Com o lançamento do Move Her Mind, esperamos dar a essas pessoas uma plataforma para se conectar e inspirar outras, visando promover uma mente sã em um corpo são. Está na hora de mais mulheres e meninas experimentarem os benefícios físicos e mentais positivos da prática regular de exercícios. É hora de mudar! É hora de mover a sua mente!”. 

Notas: 

O estudo foi encomendado pela ASICS e liderado de forma independente pela Dra. Dee Dlugonski, professora-assistente do Sports Medicine Research Institute, da Universidade de Kentucky, e pelo professor associado Brendon Stubbs, do Kings College de Londres. Ambos são pesquisadores renomados em movimento e bem-estar mental.    

O estudo foi realizado de junho a setembro de 2023. No total, foram realizados 26 focus groups em todo o mundo, com 187 participantes, e 24.772 pessoas responderam à pesquisa on-line em mais de 40 países, o que o torna o maior e mais aprofundado estudo global do gênero. Todos os focus groups foram facilitados pelos principais acadêmicos e especialistas do setor.     

Para ler o relatório completo do estudo, visite o site: asics.com/gb/en-gb/mk/move-her-mind 

Por: Redação Runners Brasil

Destaque

ASICS lança GEL-Cumulus™ 26 com mais conforto para os treinos diários  

Avatar photo

Publicados

em

Nova versão apresenta nova tecnologia no solado, está mais leve, além de ser a primeira geração da linha Cumulus a trazer o selo de CO² , evidenciando os esforços de sustentabilidade da marca

ASICS apresenta o novo GEL-Cumulus™ 26, agora mais leve e com importantes atualizações no cabedal e no solado para deixá-lo ainda mais confortável e acompanhar os corredores de diferentes níveis e em diversos tipos de treinos. 

Uma das principais novidades na 26ª edição do GEL-Cumulus™ é o novo solado Fluidride™, que apresenta uma mistura de EVA com borracha. Com uma aderência aprimorada e maior durabilidade, ele proporciona uma sensação mais macia e suave para promover elevado conforto e tração a cada passada, independente do pace do corredor.  

Outra atualização nesta geração aparece no cabedal, feito em Engineered Mesh, um tecido mais leve e respirável que reduz a necessidade de sobreposições adicionais. Além do conforto, essa mudança contribui para a redução do peso do tênis, apresentando 255g (11g mais leve do que a versão anterior) no modelo masculino (tamanho 40) e 220g (9g mais leve do que a versão anterior) no feminino (tamanho 38).  

O GEL-Cumulus™ 26 também recebeu uma modernização com a nova construção do calcanhar que mais elevado protege a região do calcanhar de Aquiles do corredor. Já a palmilha OrthoLite™ X-30 ajuda a proporcionar amortecimento avançado, gerenciamento de umidade e um alto nível de respirabilidade. Durante sua fabricação, foi implementado um processo que reduz o uso de água em aproximadamente 33% e as emissões de carbono em cerca de 45% em comparação com as tecnologias de tingimento convencionais. 

As principais tecnologias presentes na versão 25 permanecem neste lançamento: a PureGEL™ e a FF BLAST™ PLUS, quepromovem maior amortecimento, aterrisagens mais suaves e uma melhor responsividade. 

“Estamos muito felizes em trazer novas tecnologias para o GEL-Cumulus™ 26, como a Fluidride™, que deixaram ele ainda mais leve e com mais aderência. Estamos confiantes de que este modelo continuará a ser um parceiro confiável nos treinos diários, e esperamos que ainda mais pessoas possam se mover com ele para ter uma mente sã em um corpo são. Ao incorporar nosso selo de CO² neste lançamento, estamos dando um grande passo para aumentar a transparência sobre os esforços de sustentabilidade da ASICS”, afirma Daniel Costa, Diretor de Produtos e Inovação ASICS Latin America. 

O GEL-Cumulus™ 26 já está disponível nas lojas e e-commerce da ASICS e nos parceiros especializados, pelo preço sugerido de R$ 899,99. 

Por: Redação Runners Brasil

Continue lendo

Destaque

Faltam 2 meses! Time de Especialistas da Maratona do Rio dá dicas aos corredores

Avatar photo

Publicados

em

Cardiologista, nutricionista, treinador, ortopedista e psicóloga destacam pontos fundamentais
na reta final de preparação

Alô, corredor! Está chegando a hora! Faltam apenas dois meses para o maior festival de corridas de rua da América Latina, que vai reunir mais de 45 mil atletas em cinco diferentes distâncias pelas ruas da Cidade Maravilhosa. Para te ajudar neste sprint final de preparação, se liga só nas dicas importantes do Time de Especialistas da Maratona do Rio.

Vamos começar pelo coração. Como está o seu motor? A cardiologista do esporte, Fabiula Schwartz, recomenda uma consulta para quem tem mais de 35 anos, algum fator de risco, como diabetes, colesterol alto ou pressão alta, entre outros; e se sente algum sintoma de alerta, como dor no peito, tontura ou cansaço exagerado, por exemplo.

Fabiula também destaca medidas fundamentais para que o corredor chegue bem ao dia da prova. “Verifique seu cartão de vacinação e proteja-se contra quadros virais que podem te tirar de treinos e corridas. Treine ao ar livre em horários semelhantes ao da sua prova e, se você vem de fora do Rio, chegue uns dias antes para a aclimatação. Prefira roupas claras, ventiladas, de material próprio para o esporte. Meias e tênis novos podem formar bolhas nos pés”.

A nutricionista Roberta Lima aconselha que a alimentação esteja alinhada à planilha de treinamento, de forma que todas as necessidades do corredor sejam atendidas, minimizando o risco de lesões e queda da imunidade. Outra dica fundamental: aproveitar os treinos longos para testar a estratégia de nutrição que será usada durante a prova.

“No dia anterior ao ‘longão’, aumente o consumo de carboidratos. Durante o treino, consuma gel e alimentos ricos em carboidratos, como bananada, fruta desidratada, jujuba de carboidratos, rapadura ou mel. Todas são boas opções, mas precisam ser testadas pelo corredor. Treine também como beber água correndo e quanto de líquido você vai precisar ingerir durante a prova. Uma boa estratégia é se pesar antes e depois do treino, porque o objetivo é sempre terminar com o peso que começou. É preciso testar também a reposição de eletrólitos através de cápsulas, sachês, pastilhas ou bebidas esportivas. As cápsulas são mais práticas de transportar, mas é importante o corredor testar as opções e entender com qual ele se adapta melhor. E, claro, evite ingerir bebidas alcoólicas nas duas semanas antes da prova”.

O treinador André Leta avisa que agora é a hora de foco total e todo treino é importante até a chegada. Ele traz diversas orientações necessárias para quem vai correr os 42k.

“Para os que farão a primeira maratona, recomendo atingir 28k de ápice. Para os intermediários, 30 a 32k, e para os avançados, 32 a 36k. Estas distâncias garantem que você adquira a resistência necessária para completar bem a prova. Sempre que realizar pela primeira vez uma distância, faça o treino de forma leve e preocupe-se em completar. Quando repetir a distância, aí sim, você pode realizá-la de forma ritmada, já dentro da velocidade da prova. No meio da semana, corra aproximadamente metade da distância que você fez na longa de final de semana. Estes treinos são ótimos para você descobrir o ritmo que irá realizar na prova. E aproveite as longas para vivenciar toda a sua estratégia para o dia da corrida”.

O ortopedista Sérgio Maurício lembra a importância de aliar a corrida com a musculação para ter músculos e tendões mais bem preparados para a prova.

“Se você faz musculação com agachamentos e exercícios unilaterais, que trabalhem o gesto motor de uma perna de cada vez, você vai estar com um gesto motor parecido com o da corrida. Ou seja, você vai trabalhar músculos que vão ser executados na corrida. Isso te coloca mais longe de lesão e faz com que você demore mais a cansar durante a prova. Além disso, a musculação estimula a proliferação de fibras de colágeno dentro do nosso tendão, deixando-os menos suscetíveis às tendinites e às tendinopatias”.

Para a psicóloga Vanessa Protásio, é hora de buscar organização e equilíbrio entre o físico e o mental para se superar.

“Mantenha o foco no presente para aprofundar a respiração e regular as emoções. Equilíbrio é o segredo de uma jornada. Faça de seus treinos um aprendizado, pois somar quilômetros é importante para colocar o atleta em contato com a resistência mental. Organize a agenda pessoal e profissional para ajustar uma rotina com controle de qualidade e ampliar a autoconfiança. Por fim, registre suas conquistas para perceber o progresso e ampliar os seus limites”.

A Maratona do Rio acontece entre os dias 29/5 e 2/6 com as seguintes distâncias: 5k, 10k, 21k, 42k e o Desafio Cidade Maravilhosa 21k + 42k, além de shows, retirada de kits e experiências dos patrocinadores.

Por: Redação Runners Brasil

Continue lendo

Destaque

New Balance 42K Porto Alegre reunirá corredores da elite nacional em busca de recorde e premiação

Avatar photo

Publicados

em

Reconhecida com o selo da World Athletics, autoridade máxima do atletismo mundial, prova contará com os principais atletas do país

A contagem regressiva já começou para a New Balance 42K Porto Alegre, que acaba de receber o selo da World Athletics, autoridade máxima do atletismo mundial. Com largada no dia 28 de abril, a prova vai reunir os principais atletas da elite nacional em um time nunca visto em uma maratona no Brasil. Trazendo Justino Pedro da Silva e Edson Amaro, patrocinados pela New Balance, além de Paulo de Paula, Jhonatas Cruz e o queniano Edwin Kipngetich Koech como os principais candidatos à quebra do recorde, a prova está prevista para ser a mais rápida do país, por seu trajeto com apenas 19 metros de ganho de elevação ao longo dos 42 quilômetros. 
 

Os tempos de referência a serem batidos foram estabelecidos por Vanderlei Cordeiro de Lima em 2002 (2h11m19s), e pela queniana Rumokol Chepkanam em 2012 (2h31m21s). Com um trajeto mais rápido, se o vencedor da prova quebrar as melhores marcas já estabelecidas na história das maratonas do país, haverá um bônus de R$ 100 mil (oferecimento KTO). Além disso, se a quebra do recorde for feita por um atleta brasileiro, haverá mais um prêmio extra no valor de R$ 80 mil. Caso o feito seja atingido em ambas as categorias masculina e feminina, os valores serão divididos ao meio. 
 

Dentre os brasileiros que participarão da prova, o recordista sul-americano da categoria entre 40 e 44 anos, Paulo de Paula registrou o tempo de 2h09m50s na Maratona de Sevilha, na Espanha, em 2022. Com três Olimpíadas no currículo, em Londres-2012, Rio-2016 e Tóquio-2020, o paulista foi o único dos três brasileiros a completar a prova na última edição dos Jogos Olímpicos, no Japão. Sendo o atleta mais velho entre a elite atual, segundo a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), ele se prepara para as Olimpíadas de Paris 2024.
 

Na meia maratona, Jhonatas Cruz se destaca com seu recorde pessoal de 1h02m31s, atingido no Campeonato Sul-Americano de Meia Maratona, em Buenos Aires, em 2022. Sendo o brasileiro melhor classificado nesta prova, também conquistou o feito na São Silvestre de 2023, com um tempo de 46min33s.
 

Na categoria feminina, a pernambucana Mirela Saturnino, patrocinada pela New Balance, já foi duas vezes campeã do Campeonato Sul-Americano de Maratona, em 2017 e 2022. Mais recentemente, em fevereiro, ela bateu seu RP na Maratona de Sevilha, com 2h35m44s. Além dela, Marlei Willers é três vezes campeã em maratonas pelo Brasil, conquistando 2h40m59s na Maratona Internacional de Porto Alegre em 2023.
 

O pelotão da elite brasileira também conta com a participação de Justino Pedro da Silva, atual recordista da Maratona do Rio (2021), e Edson Amaro, sexto colocado na maratona no Campeonato Ibero-Americano, na Espanha (2022), ambos patrocinados pela New Balance. Ainda, Ederson Vilela, Campeão Maratona de Curitiba 2023, Giovani dos Santos, Hexacampeão da volta Internacional da Pampulha e Franck Caldeira, ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2007, ajudam a compor um time de peso nunca visto antes em maratonas no Brasil.
 

Com inscrições já esgotadas e 7 mil corredores confirmados, a New Balance 42K Porto Alegre terá como foco estimular cada vez mais a presença das pessoas no universo da corrida de rua, independentemente das características de cada indivíduo. Este é o conceito por trás da campanha global Run Your Way da marca e também das provas patrocinadas ou promovidas pela New Balance no Brasil e no exterior. Entre elas estão duas das principais Majors do calendário internacional (Maratonas de Nova York e Londres) e as provas nacionais New Balance 42K Porto Alegre e New Balance 15K São Paulo. 

NB 42K Porto Alegre – Serviço

Data
28 de abril de 2024 (domingo)

Local
Porto Alegre (RS)

Distâncias e horários

  • 42k (maratona) – largada às 6h no Monumento ao Expedicionário (Redenção), com chegada no Golden Lake
  • 21k (meia maratona) – largada às 6h (largada e chegada no Golden Lake)
  • 10k – largada às 6h10 (largada e chegada no Golden Lake)
  • 5k – largada às 6h10 (largada e chegada no Golden Lake)

     

Kit do corredor – composição

  • Camiseta New Balance + meia personalizada New Balance + número de peito + medalha de conclusão

Premiações

Maratona (masculino e feminino)*

  • 1º lugar – R$ 50 mil
  • 2º lugar – R$ 15 mil
  • 3º lugar – R$ 10 mil
  • 4º lugar –  R$ 5 mil
  • 5º lugar – R$ 3 mil


Marca masculina – 2h11m19s (Vanderlei Cordeiro de Lima – 2002)
Marca feminina –  2h31m21s (Rumokol Chepkanam, do Quênia – 2012)

Meia maratona (masculino e feminino)

  • 1º lugar – R$ 3,5 mil
  • 2º lugar – R$ 1,5 mil
  • 3º lugar – R$ 1,25 mil
  • 4º lugar –  R$ 750,00
  • 5º lugar – R$ 500,00

Categoria cadeirante, especial e deficiente visual (masculino e feminino)

  • 1º lugar – R$ 500,00
  • 2º lugar – R$ 400,00
  • 3º lugar – R$ 300,00
  • 4º lugar –  R$ 200,00
  • 5º lugar – R$ 100,00

Por: Redação Runners Brasil

Continue lendo

Em Alta