Siga nossas redes sociais

Nutrição Esportiva

5 Alimentos Essenciais para Corredores: Nutrientes e Performance

Avatar photo

Publicados

em

Alguns alimentos se destacam por apresentar uma variedade muito rica de nutrientes ou por oferecer algum componente com impacto positivo na saúde. Selecionei cinco desses alimentos que são interessantes para o corredor, tanto para melhorar a sua saúde como para acelerar sua performance. Não é preciso, no entanto, incluir todos eles na sua dieta todos os dias para obter os benefícios. Escolha os que mais lhe agradam e procure introduzi-los na sua rotina alimentar com mais frequência.  

A aveia é um alimento riquíssimo em nutrientes e altamente energético. Além de ser predominante em carboidratos, possui elevada concentração de vitaminas do complexo B, que ajudam a melhorar a produção de energia durante a sua corrida. Você pode utilizar a aveia de várias formas: no mingau, na vitamina, na sopa, em pães, bolos e tortas, como acompanhamento de frutas, em almôndegas e hambúrgueres, entre outros. O ideal é consumir entre 2 e 5 colheres ao dia para obter seus benefícios.  

A banana é uma fonte de energia rápida, devido ao alto índice glicêmico, o que a torna ideal para uma rápida recuperação das reservas energéticas pós-corrida e devido a vitamina B6, auxilia na recuperação muscular. Por ser rica em potássio, mineral importante para o bom funcionamento dos músculos e que auxilia na contração muscular, a banana se torna também um ótimo aliado no pré-treino e para prevenção de cãibras. Porém, é importante lembrar que a falta de potássio não é o único motivo para o aparecimento das cãibras, a falta de sódio e esgotamento muscular são outros vilões. A forma mais simples de consumir uma banana é descascá-la e comê-la fresca. É uma opção prática e portátil para um lanche rápido e saudável. Outra opção de consumo que tem agradado bastante na minha prática clínica é como “smoothies de banana”: adicione bananas cortadas em pedaços a um liquidificador junto com outros ingredientes de sua preferência, como leite (ou alternativas vegetais), iogurte, frutas congeladas, folhas verdes e um pouco de mel ou adoçante. Bata tudo até obter uma mistura cremosa e desfrute de um smoothie nutritivo e refrescante.

A batata-doce reúne dois importantes aliados da sua corrida: uma variada fonte de antioxidantes (betacaroteno, vitamina C e vitamina E) e um altíssimo teor de carboidratos. Portanto, além de ser fonte de energia para o trabalho muscular, aumenta as defesas do corpo e ajuda a prevenir lesões. Apresenta ainda uma quantidade razoável de fibras que ajudam a prolongar a sensação de saciedade. Na cozinha, a batata-doce destaca-se como purê acompanhando uma carne, dá sabor e consistência às sopas e adquire uma textura macia quando assada no forno com a casca.  

Encontramos nas amêndoas a vitamina E, que ajuda a reduzir os danos musculares, bem como afastar doenças do envelhecimento. Contém também minerais importantes como o magnésio, ferro, cálcio e potássio, e gordura monoinsaturada, que é boa para a saúde do coração. As amêndoas são ricas em gorduras saudáveis, incluindo ácidos graxos monoinsaturados e ômega-3, que fornecem energia de longa duração. Isso pode ajudar os corredores a terem um fornecimento constante de combustível durante treinos e corridas. As amêndoas cruas são uma opção simples e saudável. Você pode comer as amêndoas diretamente como um lanche, ou misturá-las com outras oleaginosas para criar um mix energético.

O iogurte é rico em proteínas, que auxiliam a recuperação muscular; em cálcio, que contribui com a saúde óssea e a contração muscular, e lactobacilos, que fortalecem o sistema imunológico e ajudam a manter o bom funcionamento do intestino. Além disso, tem baixo teor de gordura. Há muitas maneiras de consumi-lo: na sua forma natural com mel, acompanhando cereais ou frutas, como base para vitamina ou molho de salada, entre outros. Você também pode preparar o seu próprio iogurte em casa.

Lembre-se de incluí-los em sua dieta de forma equilibrada e sinta a diferença na sua corrida. Para obter um plano alimentar personalizado, consulte um nutricionista esportivo, levando em consideração suas metas, preferências e características individuais. Compartilhe essa matéria com seus amigos corredores! 

Por: Rayanne Fonseca

Nutrição Esportiva

A Importância da Cafeína no Desempenho de Maratonas

Avatar photo

Publicados

em

A cafeína é amplamente reconhecida por seus benefícios no desempenho de exercícios de resistência, incluindo maratonas. Este composto natural, encontrado em alimentos e bebidas como café, chá e chocolate, pode ser um aliado poderoso para corredores que buscam melhorar seu desempenho e superar os desafios de uma maratona.

Como a Cafeína Funciona

A cafeína atua no sistema nervoso central, bloqueando os receptores de adenosina, que são responsáveis por promover a sensação de cansaço. Ao inibir esses receptores, a cafeína aumenta a liberação de neurotransmissores como dopamina e norepinefrina, que melhoram o estado de alerta e reduzem a percepção de esforço. Isso significa que os corredores podem sentir menos fadiga e manter um ritmo mais rápido por mais tempo.

Benefícios da Cafeína para Maratonistas

  1. Aumento da Resistência: A cafeína pode ajudar a prolongar o tempo até a exaustão, permitindo que os corredores mantenham um desempenho elevado por períodos mais longos.
  2. Melhora na Concentração: Durante uma maratona, a capacidade de manter o foco é crucial. A cafeína pode melhorar a concentração e a tomada de decisões, especialmente nas fases finais da corrida.
  3. Redução da Percepção de Dor: A cafeína tem propriedades analgésicas que podem ajudar a reduzir a percepção de dor muscular e desconforto, comuns em corridas de longa distância.
  4. Mobilização de Gorduras: A cafeína pode aumentar a mobilização de ácidos graxos livres, permitindo que o corpo utilize a gordura como fonte de energia, poupando os estoques de glicogênio muscular.

Como Consumir Cafeína Durante a Maratona

Existem várias formas de consumir cafeína durante uma maratona, cada uma com suas vantagens:

  • Géis Energéticos com Cafeína: São convenientes e fáceis de transportar. Eles fornecem uma dose rápida de cafeína juntamente com carboidratos para energia.
  • Comprimidos de Cafeína: Oferecem uma dosagem precisa e podem ser tomados com água durante a corrida.
  • Chicletes com Cafeína: Permitem uma absorção rápida através da mucosa oral, proporcionando um efeito quase imediato.
  • Tiras de Cafeína: Dissolvem-se na língua e são uma opção prática para quem prefere não ingerir líquidos ou sólidos durante a corrida.

Estratégias de Uso

Para maximizar os benefícios da cafeína, é importante planejar sua ingestão de acordo com a duração e intensidade da maratona. Muitos especialistas recomendam consumir cafeína nas últimas partes da corrida, quando a fadiga começa a se instalar. No entanto, a tolerância individual à cafeína varia, e é essencial que os corredores experimentem diferentes estratégias durante os treinos para determinar a dosagem e o momento ideais.

Considerações Finais

Embora a cafeína possa oferecer benefícios significativos para o desempenho em maratonas, é crucial usá-la de forma responsável. O consumo excessivo pode levar a efeitos colaterais como insônia, ansiedade e problemas gastrointestinais. Portanto, os corredores devem consultar um nutricionista ou profissional de saúde para personalizar sua estratégia de ingestão de cafeína.

Em resumo, a cafeína pode ser uma ferramenta valiosa para maratonistas, ajudando a melhorar a resistência, concentração e reduzir a percepção de dor. Com uma abordagem bem planejada, os corredores podem aproveitar os benefícios da cafeína para alcançar seus objetivos e superar os desafios de uma maratona.

Por: Equipe Runners Brasil

Continue lendo

Nutrição Esportiva

Guia Nutricional Completo para Maratonistas

Avatar photo

Publicados

em

A nutrição desempenha um papel crucial no desempenho de maratonistas, seja para iniciantes ou veteranos que buscam otimizar seus resultados. Este guia aborda desde a preparação antes da corrida até a recuperação pós-maratona, garantindo que você esteja bem informado para enfrentar os 42,195 km com confiança.

Antes da Maratona: Carregamento de Carboidratos

A preparação nutricional para uma maratona começa dias antes do evento. O carregamento de carboidratos é uma estratégia fundamental que deve ser iniciada cerca de 36 a 48 horas antes da corrida. Carboidratos são a principal fonte de energia para os músculos durante exercícios prolongados, e aumentar sua ingestão ajuda a maximizar as reservas de glicogênio no corpo. Opte por carboidratos de fácil digestão e com baixo teor de fibras para evitar desconfortos gastrointestinais.

Hidratação

A hidratação é outro aspecto vital que não pode ser negligenciado. Manter-se bem hidratado nos dias que antecedem a maratona ajuda a garantir que seu corpo esteja em equilíbrio hídrico ideal no dia da corrida. Durante a maratona, beba água em intervalos regulares e considere o uso de bebidas esportivas que contenham eletrólitos para repor os sais minerais perdidos pelo suor.

Café da Manhã Pré-Corrida

O café da manhã no dia da maratona deve ser leve e rico em carboidratos, com baixo teor de gordura e fibras. A ideia é fornecer energia sem causar desconforto estomacal. Exemplos incluem torradas com geleia, bananas e bebidas esportivas. É importante testar diferentes opções durante os treinos para descobrir o que funciona melhor para você.

Durante a Maratona: Nutrição em Movimento

Durante a maratona, a nutrição continua a ser crucial. A recomendação é começar a ingerir carboidratos logo no início da corrida, geralmente após os primeiros 30 minutos, e continuar em intervalos regulares. Géis energéticos, blocos mastigáveis e bebidas esportivas são opções práticas e eficazes. A quantidade de carboidratos necessária varia, mas uma média de 30 a 60 gramas por hora é um bom ponto de partida.

Cafeína

A cafeína pode ser uma aliada poderosa durante a maratona. Estudos mostram que ela pode melhorar a resistência e reduzir a percepção de esforço. No entanto, é essencial testar a tolerância à cafeína durante os treinos para evitar surpresas desagradáveis no dia da corrida.

Recuperação Pós-Maratona

A recuperação é tão importante quanto a preparação. Após cruzar a linha de chegada, a prioridade é reabastecer o corpo com nutrientes essenciais para a recuperação muscular e reposição de energia. A estratégia das “quatro R’s” é uma abordagem eficaz:

  1. Reidratar: Beba líquidos para repor as perdas de fluidos.
  2. Reabastecer: Consuma carboidratos para restaurar os níveis de glicogênio.
  3. Reparar: Ingestão de proteínas para ajudar na reparação muscular.
  4. Reforçar: Inclua alimentos ricos em vitaminas e minerais para apoiar a recuperação geral.

Conclusão

A nutrição adequada pode fazer uma diferença significativa no desempenho e na experiência de uma maratona. Planeje sua alimentação com antecedência, pratique durante os treinos e ajuste conforme necessário para encontrar o que funciona melhor para você. Com a preparação nutricional correta, você estará mais bem equipado para enfrentar os desafios da maratona e cruzar a linha de chegada com sucesso.

Por: Equipe Runners Brasil

Continue lendo

Nutrição Esportiva

A Importância da Ingestão de Proteína e Carboidratos Após o Treino

Avatar photo

Publicados

em

A nutrição pós-treino desempenha um papel crucial na recuperação muscular e no desempenho atlético. Consumir os nutrientes certos após o exercício pode acelerar a recuperação, melhorar a síntese de proteínas musculares e repor as reservas de glicogênio. Este artigo explora os benefícios da ingestão de proteína e carboidratos após o treino e fornece orientações sobre como otimizar sua nutrição pós-exercício.

Benefícios da Proteína Após o Treino

A proteína é essencial para a recuperação muscular. Durante o exercício, especialmente em treinos de resistência e força, as fibras musculares sofrem microlesões. Consumir proteína após o treino ajuda a reparar essas lesões e a promover a síntese de novas proteínas musculares, um processo conhecido como síntese proteica muscular.

Estudos mostram que a ingestão de proteína imediatamente após o exercício pode aumentar significativamente a síntese proteica muscular. Por exemplo, uma pesquisa publicada no Journal of Applied Physiology demonstrou que a combinação de proteína e carboidratos após o treino aumenta a síntese de proteínas musculares e a reparação dos tecidos musculares.

Benefícios dos Carboidratos Após o Treino

Os carboidratos são a principal fonte de energia durante o exercício. Durante atividades intensas, as reservas de glicogênio muscular são depletadas. Consumir carboidratos após o treino ajuda a repor essas reservas, garantindo que os músculos tenham energia suficiente para futuras sessões de treino.

A ingestão de carboidratos após o exercício também pode ajudar a reduzir a degradação muscular e a promover a recuperação. Um artigo da Bodybuilding.com destaca que consumir carboidratos após o treino é fundamental para repor o glicogênio muscular queimado durante o exercício.

A Combinação de Proteína e Carboidratos

Combinar proteína e carboidratos após o treino oferece benefícios adicionais. A combinação desses macronutrientes pode aumentar a taxa de reposição de glicogênio e a síntese de proteínas musculares. Um estudo publicado na Journal of Applied Physiology mostrou que a ingestão de uma combinação de proteína e carboidratos após o exercício aumenta significativamente a síntese de glicogênio muscular e a síntese proteica.

A proporção ideal de carboidratos para proteína é frequentemente citada como 3:1. Isso significa que para cada grama de proteína, você deve consumir três gramas de carboidratos. Essa proporção tem sido mostrada para maximizar a reposição de glicogênio e a síntese proteica muscular.

Dicas Práticas para a Nutrição Pós-Treino

  1. Consuma uma Refeição Rápida nos Primeiros 20 Minutos: Logo após o treino, consuma uma refeição rápida rica em proteínas, como um shake de proteína ou uma barra de proteína. Isso ajuda a iniciar o processo de recuperação muscular.
  2. Faça uma Refeição Completa Dentro de 1 Hora: Cerca de uma hora após o treino, faça uma refeição completa que inclua proteínas, carboidratos e gorduras saudáveis. Exemplos incluem frango com arroz e vegetais, ou salmão com batata-doce e brócolis.
  3. Planeje com Antecedência: Se você tem uma rotina agitada, prepare suas refeições pós-treino com antecedência. Leve lanches ricos em proteínas e carboidratos com você para consumir logo após o exercício.
  4. Hidrate-se Adequadamente: A hidratação também é crucial para a recuperação. Beba bastante água antes, durante e após o treino para manter seu corpo bem hidratado.

Conclusão

A ingestão de proteína e carboidratos após o treino é essencial para a recuperação muscular e a reposição de energia. Ao seguir estas orientações e planejar suas refeições pós-treino, você pode maximizar os benefícios do seu exercício e melhorar seu desempenho atlético. Lembre-se de que a nutrição é uma parte fundamental do seu regime de treino e pode fazer uma grande diferença nos seus resultados a longo prazo.

Por: Equipe Runners Brasil

Continue lendo

Em Alta