Minha história com a corrida – Elenice Kimura

21106604_10209589868654695_6526876409824925213_n

Desde pequena sempre fui muito ativa , e muito leve também, no colégio quando adolescente participava dos jogos escolares sempre no atletismo, provas de 100 metros rasos e revezamento 4X100, eu amava, e também tinha bom desempenho. Porém depois dessa fase devido a correria e a chegada das responsabilidades, o trabalho e a faculdade passei anos no sedentarismo, me casei aos 27 anos e nada de atividade física, como o meu peso se manteve até aí nunca me preocupei em queimar calorias. Até que comecei engordar e isso me incomodava muito, em 2013 me vi com 58kg, para quem pesou 48kg quase que a vida toda isso era demais. Em setembro de 2013 entrei na academia e comecei um trabalho de musculação e exercícios aeróbicos e também passei a frequentar a nutricionista com o objetivo de voltar ao meu peso ideal. Na academia me identifiquei mais com a corrida na esteira do que com a musculação, acabava passando mais tempo correndo que malhando. Foi quando fui convidada por uma amiga a correr na rua com meu atual grupo de corrida. Iniciei oficialmente no grupo em janeiro de 2014, em março desse mesmo ano fiz minha primeira prova de rua, a Corrida da Mulher no dia Internacional da Mulher, foram 6k, fiquei deslumbrada e apaixonada pela corrida e daí por diante comecei correr mais e mais e me inscrever em várias provas. Eu sonhava correr a Prova Rústica Tiradentes que é uma prova muito tradicional em minha cidade, são 10k com várias subidas, uma prova difícil para quem está começando. Em abril de 2014 participei dessa prova, e fui muito bem, a partir daí a paixão aumentou demais, passei a caprichar e treinar mais. Assim foi o ano de 2014 todo, fiz um total de 10 provas, praticamente todas de 10k. No ano de 2015 fiz 12 provas, coloquei o objetivo de fazer uma prova por mês, e assim eu fiz, cada prova me apaixonando mais e mais, mas nunca me preocupando com o tempo que eu levava para percorrer cada quilômetro, sempre correndo em busca da melhor forma física, por amor por esse esporte e por diversão. Com isso eu perdi 10kg e meu percentual de gordura de 28% foi para 17%. Além disso contagiei meu esposo que também tornou-se corredor.

Em 2016 eu fiz uma cirurgia e tive que ficar 3 meses sem correr foi quando me senti desmotivada a voltar aos treinos, dei uma desanimada, senti que faltava algo para que eu voltasse a corrida. Foi quando eu decidi fazer uma meia maratona, falei primeiramente com meu esposo que logo me apoiou e depois falei com minha treinadora que também me apoiou e mudou meus treinos, porem eu não treinei como deveria continuei correndo média de 10 a 12k e fiz apenas um treino de 18k antes do dia da prova. Não estava muito confiante e meus colegas de equipe e também minha treinadora não acreditavam que eu concluiria a prova que foi a Maratona Internacional de Foz do Iguaçu no dia 25/09/2016 onde revezei a maratona com meu esposo. Para a surpresa de todos eu conclui meus primeiros 21k em 02:18h sem caminhar e sem muito sofrimento. Depois desse dia costumo dizer que minha paixão pela corrida virou amor, fiquei louca pela corrida de rua, meu entusiasmo foi a um grau extremo, passei a participar de corridas rurais, trilhas, duathlon e a treinar mais e mais e a me preocupar com a melhora do meu pace, procurando melhorar a cada prova com treinos mais focados.

Em dezembro de 2016 decidi por incentivo do meu esposo fazer uma maratona, levamos a ideia para nossa treinadora e ela abraçou nossa causa e também passou a treinar junto, começamos oficialmente nossos treinos para a maratona em fevereiro de 2017, troquei minhas festas, baladas e até meu cardápio um tanto variado por uma vida mais regrada e cheia de privações em nome da corrida e desse objetivo maravilhoso que era concluir minha primeira maratona. Treinos mais pesados foram incluídos, passamos a seguir uma planilha especifica para maratona e treinos com distâncias muito longas passaram a completar nossos finais de semana.  Senti muito medo, insegurança no inicio, muitas dores, medo de lesão, passei a frequentar fisioterapia, modifiquei completamente minha musculação que passou a ser apenas fortalecimento muscular, perdi mais peso e massa magra também. No final do mês de junho desse ano já havia chegado aos 32k, minha maior distancia até então, no inicio de julho cheguei aos 34k, meu treino mais longo antes da maratona. E finalmente no dia 27/08/2017 concluí a Maratona Internacional de Florianópolis com o tempo de 4:05:09 horas, que foi a experiência mais fantástica de toda a minha vida, curti a prova toda como se fosse uma passeio maravilhoso onde o sofrimento foi esquecido pois o sentimento de superação e amor pela corrida superaram qualquer dor ou sofrimento que passei. Hoje sou maratonista, apaixonada por esse esporte transformador, estou sempre incentivando amigos e conhecidos a correr, pois acredito no poder de mudar vidas que esse esporte possui. Já estou inscrita para a Maratona Rio de Janeiro em 2018 e para outras diversas provas de 21k e outras distâncias pois não consigo mais viver sem a corrida, está presente em todos os meus dias, ela se tornou meu estilo de vida.

Instagram: @letalverakimura

Minha história com a corrida

1 comentário Adicione o seu

  1. Rose Santos disse:

    Minha amiga linda !!!!!!!!! Amo correr com você!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s