Minha história com a corrida – Dani Figueiredo

Minha história com a corrida25e0d8cd-4f77-475c-ad68-1eae3e39f346.jpg

A Corredora que nunca pensou em ser corredora

Quem define os corredores como loucos, deve ler esse texto até o fim, pois a pessoa que vos fala também os definia assim!

Sou Daniela, fisioterapeuta e moro em Piracicaba, interior de São Paulo. Apesar de ser da área da saúde, atividades físicas nunca foram minha paixão. Sempre pratiquei por ter consciência da necessidade para saúde, mas nunca amei. A briga eterna com a balança, não vou esconder, sempre foi um fator determinante para me manter ali na ativa. E foi em 2012, que a tal da “vida de corredora” entrou na minha vida. As pergunta que todos me fazem:
– “Porque você começou a correr?”.

E eu respondo: para emagrecer!

Todos buscam a corrida, via de regra por 2 motivos hoje em dia: ou para emagrecer ou por influência de amigos corredores. As pessoas tem curiosidade em saber porque tanta gente ama essa tal de “corrida”. Vou tentar explicar o porquê dessa paixão!

Antes de 2012, eu via pessoas correndo e falava o que hoje em dia escuto das pessoas:

– Você é louca de acordar cedo aos finais de semana pra correr!
– Você é louca de correr tudo isso!

– Ah, eu não sirvo pra essa vida não! Não consigo correr nem 5 minutos!

– Ah, para de ser chata e vamos pra balada! Deixa essa vida de corrida pra lá!

– Você é louca de pagar pra viajar e correr!

Essa última era a que mais me “impressionava” nos corredores. Pagar uma viagem internacional pra fazer uma corrida!? Surreal pra mim!

Correr pra mim era inimaginável, uma coisa longe do meu mundo! Porém quando eu falo hoje para as pessoas que me acham louca que o “bichinho da corrida” precisa te picar, é verdade. Eu fui picada!

Em 2012, desanimada com o peso e entediada de fazer só musculação, resolvi me aventurar nesse mundo insano. Busquei uma assessoria de corrida e cá estou até hoje. De 2012 pra cá foram 47 provas, 5 meias maratonas e uma breve primeira maratona, em setembro.  O que a corrida fez comigo? Dificilmente consigo achar uma resposta técnica pra isso, mas facilmente posso dizer que mudou a minha pessoa e meu estilo de vida! É clichê, mas corrida é sim um estilo de vida!
Revejo minha vida antes de 2012 e me pergunto como eu tinha pique (e vontade!) de ir pra balada, chegar em casa as 5 horas da manhã, ou sair de casa com os amigos as 22h! De acordar ao meio dia aos sábados e domingos. De ficar feliz ao ver um feriado próximo pra poder dormir! Hoje estou do outro lado desse mundo e não penso jamais em voltar atrás!

A corrida nos transforma, nos faz acreditar mais em nós mesmos, e isso levamos pra vida. Passamos a ser mais positivos, mais esperançosos, mais felizes. Sim, essa coisa chamada “endorfina” tem um efeito sensacional. Estejam um dia presentes em um evento de corrida e observe que não verá pessoas mal humoradas.

Instagram: @danipfigueiredo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s